O valor médio do álcool caiu menos no início de maio, conforme levantamento divulgado hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e realizado por meio do ¿?ndice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S). Na primeira quadrissemana do mês (últimos 30 dias encerrados no dia 7), o preço do combustível recuou 4,55% na média das sete capitais brasileiras que fazem parte da coleta: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Recife.

O valor médio do álcool caiu menos no início de maio, conforme levantamento divulgado hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e realizado por meio do ¿?ndice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S). Na primeira quadrissemana do mês (últimos 30 dias encerrados no dia 7), o preço do combustível recuou 4,55% na média das sete capitais brasileiras que fazem parte da coleta: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Recife. Em abril, o recuo havia sido mais expressivo, de 8,18%.

De acordo com a instituição, a baixa menos expressiva do álcool foi importante para alterar a tendência do grupo Transportes, que saiu de uma redução de preços de 0,10% em abril para uma pequena alta de 0,05% no levantamento mais recente. O combustível permaneceu, porém, como um dos fatores principais de alívio para a inflação, já que, da taxa geral de 0,78% registrada pelo IPC-S, contribuiu com baixa de 0,02 ponto porcentual.

No levantamento referente à gasolina, a pesquisa da FGV constatou que o preço médio do combustível apresentou baixa de 0,32% na primeira quadrissemana de maio. No encerramento do mês passado, a queda apurada havia sido bastante parecida, de 0,30%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.