A segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) de outubro desacelerou para 0,04%, após registrar elevação de 0,41% em igual prévia do mesmo indicador em setembro. O resultado, anunciado hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado, que esperavam uma elevação entre 0,02% e 0,17%, e foi inferior à mediana das expectativas (0,10%).

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem a segunda prévia do IGP-M de outubro. O Índice de Preços por Atacado - Mercado (IPA-M) desacelerou para 0,02% na prévia anunciada hoje, em comparação com o aumento de 0,55% apurado na segunda prévia de setembro. Por sua vez, o Índice de Preços ao Consumidor - Mercado (IPC-M) teve avanço de 0,03% na segunda prévia de outubro, após subir 0,25% na segunda prévia de setembro. Já o Índice Nacional de Custos da Construção (INCC) subiu 0,13% na prévia divulgada hoje, após registrar deflação de 0,04% na segunda prévia do índice do mês passado.

O resultado acumulado do IGP-M é usado no cálculo de reajuste nos preços dos aluguéis. Até a segunda prévia de outubro, o IGP-M acumula quedas de 1,57% no ano e de 1,32% em 12 meses. O período de coleta de preços para cálculo da segunda prévia do IGP-M de outubro foi do dia 21 de setembro a 10 de outubro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.