Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Feriado nos EUA esvazia mercado e dólar sobe 0,13%

Por Fabio Gehrke SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em leve alta frente ao real nesta quarta-feira, quebrando uma sequência de três sessões consecutivas de baixa.

Reuters |

Segundo operadores, o dia foi influenciado pelo fluxo de recursos em um mercado de poucos negócios, já que Wall Street esteve fechado em comemoração ao Dia de Ações de Graças.

A moeda norte-americana subiu 0,13 por cento, a 2,279 reais. Ainda assim, na semana, a divisa acumula queda de 7,4 por cento.

"Hoje estamos à mercê do fluxo (de entrada e saída de recursos). É exclusivamente fluxo", afirmou Rodrigo Nassar, gerente da mesa financeira da Hencorp Commcor.

O dólar passou grande parte do dia em queda, num movimento de ajuste frente à recuperação dos mercados acionários internacionais na véspera. Mas nos últimos minutos da sessão virou e acabou fechando em leve alta.

"Foi um fluxo de saída, não muito forte. Mas, como o mercado está pequeno, deu uma puxada (na cotação)", acrescentou Nassar.

"O volume (de negócios) é muito fraco, muito inferior aos dos últimos dias". Segundo o profissional, nem mesmo a tradicional disputa pela Ptax de final de mês conseguiu atrair os agentes para o mercado nesta sessão.

A última Ptax do mês é usada para a liquidação de contratos futuros e outros derivativos. Assim, os agentes procuram trazer a cotação para níveis mais favoráveis de acordo com suas posições em aberto.

Os estrangeiros, por exemplo, tinham mais de 13 bilhões de dólares em posições compradas (com aposta na alta do dólar).

Alberto Dwec, gerente de câmbio da Corretora Souza Barros, resumiu a sessão: "Com o feriado no exterior, você não tem muito motivo nem para subir nem para cair, é um dia tão fraco que nem vale a pena fazer comentário".

Segundo dados preliminares atualizados pela BM&F, o volume negociado na sessão à vista não chegava a 1,5 bilhão de dólares, metade da média diária deste mês.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG