Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fenaprevi: previdência privada cresce 18,5% até agosto

As contribuições ao setor de previdência privada chegaram a R$ 20 bilhões no acumulado do ano até agosto, um crescimento de 18,5% sobre o valor registrado no mesmo período de 2007, de acordo com dados divulgados hoje pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi). Apenas no mês de agosto, a captação foi de R$ 2,2 bilhões, o que representa um crescimento de 3,7% em relação a igual mês do ano passado.

Agência Estado |

A maior parte da captação foi registrada nos planos Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), destinado a pessoas que não declaram Imposto de Renda ou que utilizam o desconto padrão, com uma arrecadação de R$ 15 bilhões, valor 23,5% superior ao registrado em igual período do ano passado. De acordo com a Fenaprevi, esse plano tem sido utilizado para a conquista do público de menor poder aquisitivo, com a oferta de produtos com valores de contribuição mensal a partir de R$ 20.

Já no Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), que pode ter parte da contribuição abatida do Imposto de Renda no modelo completo, a entrada de recursos foi de R$ 2,9 bilhões, um crescimento de 6,7%.

A Bradesco Vida e Previdência é líder na captação de recursos da previdência complementar, com 34,43% do total do mercado, seguida pelo Itaú, que teve uma participação de 18,21%, e da BrasilPrevi, com 11,61%.

As provisões dessa indústria, que são os recursos acumulados pelos participantes, somavam R$ 135,2 bilhões em agosto, valor 22,4% acima do registrado no mesmo mês de 2007. A carteira do setor, que inclui as reservas técnicas e o capital das seguradoras, chegou a R$ 139,3 bilhões. Segundo dados da Fenaprevi, o sistema de previdência complementar conta com 8,9 milhões de participantes, sendo que 286,6 mil já recebem o benefício estipulado em contrato.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG