Tamanho do texto

As montadoras e concessionárias conseguiram o esperado para o fim de semana de feirões e promoções especiais: interromper a curva descendente das vendas e iniciar a recuperação. Motivados pelo anúncio do governo de baixar o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), feito na quinta-feira passada, os consumidores foram conferir de perto se os preços dos carros de fato caíram.

Quem circulou pelas lojas ou foi aos pátios das montadoras não se decepcionou. Há um esforço do setor em melhorar os números, interromper o processo de demissões e férias coletivas, além de descolar dos efeitos da crise americana nas matrizes das companhias americanas, européias e asiáticas.

O feirão da General Motors, na sede da empresa em São Caetano do Sul, atraiu o público previsto, segundo Rodrigo Rumi, gerente regional de marketing e vendas da multinacional alemã. Sábado serviu principalmente para os interessados no carro novo pesquisarem os preços e as condições de pagamento. No domingo foi a vez de fechar negócio.

"Os clientes chegaram bem informados sobre o pacote de redução de IPI e quiseram saber sobre queda de preço dos carros", diz Rumi. O movimento foi cerca de 25% maior que o do feirão do fim de semana anterior. Ao todo, 65% das vendas foram financiadas e a maioria preferiu parcelar em até 60 meses, com entrada entre 20% e 30% do valor do veículo.

O feirão das cinco lojas da Fiat do Grupo Amazonas também teve bom público e atingiu o resultado esperado de vendas. De acordo com Richard Marques, gerente da empresa, cerca de 4 mil pessoas visitaram o pátio da loja próxima à ponte da Vila Guilherme (zona norte de São Paulo) nos dois dias de evento. "O esforço foi maior para a venda de usados porque os novos, com a redução de IPI, contam com um incentivo a mais", explica.

A Volkswagen fez o feirão no pátio da empresa, em São Bernardo do Campo. Além da queda do IPI, tentou seduzir a clientela com pacotes de benefícios. Os modelos da família Fox (Fox, Cross Fox e SpaceFox) foram vendidos com IPVA 2008 e 2009 pagos, emplacamento e documentação grátis e taxa de 0,99% de financiamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.