Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Feira de eletrônicos sem sinais de crise

Um receptor de rádio capaz de sintonizar praticamente qualquer estação do mundo via internet, um carregador sem fio de baterias de celulares e outros equipamentos portáteis, diversos modelos de TV tridimensional (3D) de 60 polegadas exclusivamente para videojogos com imagens de impacto e mais de 20 mil inovações que serão mostradas na edição deste ano do Consumer Electronics Show (CES 2009), evento que será aberto hoje em Las Vegas, comprovam que, apesar da crise econômica mundial, o desenvolvimento tecnológico na área de eletrônica de entretenimento não parece ter sido afetado nem de longe. Maior evento mundial do setor, o CES não revela nenhum impacto negativo da crise.

Agência Estado |

A frequência de visitantes talvez seja até um pouco maior do que no CES 2008 e o número de expositores cresceu quase 10% - talvez porque os efeitos da crise só tenham atingido a indústria nos últimos meses.

Além dos milhares de gadgets, a TV de alta definição (HDTV) deverá ser a grande atração deste CES. Duas razões explicam o interesse crescente pelas imagens de alta definição. Em primeiro lugar, porque os EUA vão retirar a TV analógica do ar no dia 17 de fevereiro, encerrando o longo período de 11 anos de transição e implantação da TV digital. Em segundo, porque o DVD Blu-ray, de alta definição, se torna cada dia mais popular e as pessoas passam a adotá-lo como novo padrão de seus home theaters.

Na linha da nova TV, o mundo espera agora o lançamento de um gravador de imagens de alta definição que possibilite gravar programas da televisão. Embora já seja produzido por algumas empresas japonesas, nenhum fabricante decidiu até agora lançar o produto no mercado internacional.

Outra expectativa na linha da alta definição serão os televisores de Led orgânico (OLED, na sigla de Organic Light Emitting Diode), do qual a Sony havia lançado há mais de um ano um protótipo de 11 polegadas, ainda muito caro (US$ 2.499). Vale a pena lembrar que a tecnologia OLED permite a produção de monitores de até 4 milímetros de espessura, além de proporcionar imagens de alta qualidade, cores brilhantes e baixo consumo de energia. No CES de 2008, a Samsung lançou um televisor de OLED de 31 polegadas, mas ainda não iniciou a sua comercialização.

A popularização do DVD de alta definição Blu-ray vai bem, mas seu ritmo poderia ser mais rápido se os preços dos toca-discos (players) baixassem ainda mais, por volta de US$ 150 ou menos. Os discos também são considerados caros - variando de US$ 17 a US$ 50. Outro fator que aceleraria ainda mais a popularização do Blu-ray seria a ampliação das vendas do console Play Station 3, da Sony, que vem com um toca-discos Blu-ray, cujo preço está na faixa de US$ 399, bem mais caro que seus dois principais concorrentes, o Xbox 360, da Microsoft, e o Wii, da Nintendo.

Quase mil jornalistas especializados viram anteontem algumas das inovações premiadas do CES 2009, que serão exibidas de hoje até domingo aos 150 mil visitantes esperados. Entre as inovações premiadas estava o primeiro receptor de rádio mundial para carro, via internet. Criado pela Blaupunkt, o receptor é capaz de sintonizar praticamente qualquer estação do mundo via web.

Outra inovação curiosa é a transmissão de energia sem fio (wireless). A empresa Powermat apresentou uma linha de carregadores sem fio para baterias de aparelhos celulares e outros equipamentos portáteis.

Um televisor de imagens tridimensionais (3D) de 60 polegadas, fabricado pela Mitsubishi e usado exclusivamente para videojogos, com o uso obrigatório de óculos especiais, também fez sucesso por suas imagens de impacto. Entre as milhares de novidades da CES este anos, serão exibidos ainda os modelos mais avançados de TV a laser, televisores digitais, robôs domésticos, celulares, home theater e casa digital. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG