O Federal Reserve (Fed, banco central americano) confirmou que encerrará um de seus principais programas de sustentação à economia - as compras de US$ 1,25 trilhão em ativos lastreados em hipotecas -, o que deixará a nascente recuperação com menos apoio do governo. O Fed disse que a economia continua melhorando.

Mas, segundo analistas, levará pelo menos vários meses antes que o Fed decida elevar a taxa de juro de curto prazo em resposta a um crescimento mais forte.

O banco central dos EUA disse que completará a compra de ativos hipotecários até o fim de março, conforme o planejado, encerrando um programa que muitos economistas acreditam que tenha sido chave para evitar outra Grande Depressão.

Para combater o aprofundamento da recessão, o Fed cortou sua taxa para o recorde de baixa - a faixa de zero a 0,25% - em dezembro de 2008, mesmo nível em que a mantém até hoje. Quando isso não se provou suficiente, o Fed injetou quase US$ 1,75 trilhão na economia com a compra de títulos de longo prazo do Tesouro dos EUA, títulos hipotecários e dívida emitida por firmas hipotecárias como a Fannie Mae e Freddie Mac em março de 2009. As compras ajudaram a levar uma série de taxas de longo prazo para baixo. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.