SÃO PAULO - O Federal Reserve (Fed) estendeu seus programas de empréstimos emergenciais para empresas de Wall Street até janeiro de 2009. Os formuladores de política monetária dos Estados Unidos avaliaram que o mercado financeiro ainda está muito frágil para seguir em frente sem apoio do banco central.

Originalmente, os programas deveriam durar até meados de setembro deste ano.

Entre as medidas anunciadas também está uma ampliação nos acordos de trocas de moedas (swap) com o Banco Central Europeu (BCE). Em vez de US$ 50 bilhões, esses acordos proverão agora até US$ 55 bilhões para o BC da Europa.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.