Washington, 15 set (EFE).- O Federal Reserve (Fed, banco central americano) pediu aos bancos Goldman Sachs e JP Morgan Chase que busquem cerca de US$ 70 bilhões em capital privado para a seguradora AIG, segundo o jornal The Wall Street Journal.

A American International Group (AIG), que chegou a ser a maior seguradora do mundo em valor de mercado, pediu US$ 40 bilhões ao Fed, segundo a imprensa.

Porém, de acordo com o "Wall Street Journal", o Governo não parece interessado em colocar fundos próprios para salvar à companhia.

Perguntado sobre o tema em coletiva de imprensa hoje, o secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, assinalou que as conversas "não têm nada a ver com um empréstimo a curto prazo do Governo", mas se trata de "um esforço privado".

O "Wall Street Journal" deu alguns detalhes sobre esse esforço, com base em fontes anônimas.

Segundo o artigo, as autoridades federais querem que Goldman Sachs e JP Morgan Chase reúnam entre US$ 70 bilhões e US$ 75 bilhões em empréstimos a fim de evitar o colapso da AIG.

A companhia perdeu US$ 18 bilhões nos últimos três trimestres porque tinha aprovado um grande número de empréstimos hipotecários com alto nível de inadimplência.

Precisa agora de US$ 40 bilhões para evitar que as agências de qualificações de risco a avaliem negativamente, o que poderia ser "fatal" para a empresa, segundo o jornal. EFE cma/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.