Segundo o presidente do Fed, a recuperação dos Estados Unidos desacelerou mais que o esperado

O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, disse nesta sexta-feira que a recuperação dos Estados Unidos desacelerou mais que o esperado e que o Fed está pronto para tomar mais medidas se for necessário para sustentar a economia.

"O comitê está preparado para fornecer um estímulo monetário adicional através de medidas não convencionais se for necessário, especialmente se as perspectivas se deteriorarem de forma significativa", destacou em comentários preparados para discurso em uma conferência do Fed.

Bernanke afirmou que a compra de ativos de prazo mais longo pelo banco central norte-americano tem sido eficaz na redução dos custos de financiamento, e disse acreditar que os benefícios de comprar mais ativos como esses, se necessário, superariam quaisquer desvantagens.

Outras opções --como o compromisso de manter o juro excepcionalmente baixo por um período ainda maior ou a elevação das metas de inflação do Fed-- seriam menos eficazes, acrescentou.

Porém, Bernanke deixou claro que o Fed não decidiu o que provocaria a adoção de um estímulo adicional. "Nesta conjuntura, o comitê não acertou um critério específico ou gatilhos para ações futuras", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.