Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fed nota desaceleração econômica e riscos ao crescimento

SÃO PAULO - O Federal Reserve (Fed, banco central americano) notou uma desaceleração importante do ritmo de atividade econômica e acredita que ainda persistem os riscos ao crescimento. Essa foi a justificativa apresentada pelo Comitê de Política Monetária (FOMC, na sigla em inglês) para cortar o juro básico dos Estados Unidos em 0,5 ponto, para 1% ao ano.

Valor Online |

" O ritmo da atividade econômica parece ter desacelerado marcadamente, devido principalmente ao declínio nos gastos dos consumidores " , resume o comunicado distribuído pelo Fed após a reunião que decidiu o novo juro. O grupo detectou um enfraquecimento nos investimentos das empresas e também na produção industrial, além de as perspectivas para as exportações estarem ameaçadas pela desaceleração econômica em outros países.

" Além disso, a intensificação das turbulências nos mercados financeiros deve acrescentar uma restrição adicional nos gastos, em parte por reduzir a capacidade de consumidores e empresas de obter crédito " , completa o texto.

O comunicado do Fed indica que o controle da inflação - outra atribuição da autoridade monetária - receberá contribuições de fatores externos à política de juros. " À luz das quedas nos preços da energia e de commodities e dos prospectos mais fracos para a atividade econômica, o Comitê espera que a inflação se modere nos próximos trimestres em níveis consistentes com a estabilidade de preços. "
O Fed reitera q vai monitorar os acontecimentos econômicos e financeiros para conduzir suas ações com o objetivo de promover o crescimento sustentável e a estabilidade de preços. Afirma, porém, que os seguidos cortes nos juros praticados nos EUA e os recentes em outros países, as medidas extraordinárias para ampliar a liquidez dos bancos e as iniciativas do governo para fortalecer o sistema financeiro " devem ajudar, ao longo do tempo, a melhorar as condições do crédito e a promover um retorno ao crescimento econômico moderado " .

(Valor Online )

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG