Tamanho do texto

Banco informou que agirá para evitar o encolhimento de seu balanço, numa tentativa de estimular a economia e evitar a deflação

selo

O Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) manteve a taxa de juro na faixa de zero a 0,25% ao ano, o recorde de baixa em que está desde dezembro de 2008, como era esperado. Ao término de sua reunião de agosto do comitê de mercado aberto (Fomc, na sigla em inglês), o Fed informou que agirá para evitar o encolhimento de seu balanço, numa tentativa de estimular a economia e evitar a deflação. 

As autoridades do Fed disseram que vão reinvestir os recursos dos títulos lastreados em hipotecas que estão vencendo em Treasuries de longo prazo. O movimento deve ajudar a economia, ao manter as taxas hipotecárias baixas. O Fed disse que divulgará mais detalhes sobre as operações de reinvestimento ainda nesta terça-feira. 

O banco central reconheceu que o ritmo da economia americana desacelerou nos últimos meses. Embora afirme que espera que a melhora gradual da economia continue, o comunicado do Fed acrescenta que "o ritmo da recuperação deve ser mais modesto no curto prazo do que havia sido antecipado". 

O presidente do Fed de Kansas City, Thomas H. Hoenig, foi novamente o único voto discordante entre os dez membros que votaram na reunião do Fomc. Ele votou contra a decisão do banco central pela quinta vez este ano, alegando que a economia está se recuperando modestamente como o projetado e que a garantia de que o Fed vai manter as taxas de juro baixas por um período prolongado pode desencadear inflação ou bolhas de ativos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.