Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fed facilitará empréstimos para acalmar crise

Por Alister Bull WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve anunciou nesta sexta-feira mais medidas para ajudar os mercados, incluindo a abertura de sua janela de desconto para instituições financeiras para que elas possam comprar ativos.

Reuters |

'Uma iniciativa estenderá os empréstimos sem garantias... a instituições depositárias e holdings bancários para que eles comprem papéis comerciais garantidos por ativos (ABCP, na sigla em inglês) de alta qualidade nos mercados', disse o Fed em comunicado.

A medida segue um anúncio feito nesta sexta-feira pelo Tesouro dos Estados Unidos sobre um programa temporário de garantia para a indústria de fundos mútuos.

As medidas fazem parte de um pacote do governo para acalmar os mercados após a falência do Lehman Brothers Holding e o resgate pelos Estados Unidos da seguradora AIG .

O Fed também anunciou mais ajuda ao mercado por meio de dívida de agências, como Fannie Mae e Freddie Mac, resgatadas pelo governo neste mês.

'Para dar mais suporte ao funcionamento dos mercados, o Federal Reserve também planeja comprar de dealers primários notas de desconto de agências federais, que são as obrigações de dívida de curto prazo emitidas pela Fannie Mae e pela Freddie Mac', disse o Fed.

O Fed não detalhou quantos empréstimos ou compras irá financiar.

O Fed também mudou temporariamente as regras de limite de alavancagem de capital baseado em risco, para facilitar o caminho para os bancos participarem do programa de colocação de mais dinheiro nos mercados.

O Fed 'fornecerá uma exceção limitada temporária das regras', disse o banco em comunicado.

A facilidade se encerrará após 30 de janeiro de 2009.

Apenas papéis comerciais garantidos por ativos (ABCP) em dólar e emitidos por instituições norte-americanas podem participar do programa, disse o Fed. Todos os bancos norte-americanos e agências norte-americanas de bancos estrangeiros poderão tomar empréstimos sob o programa, acrescentou.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG