A última semana “útil” do ano é também uma das mais cheias do ponto de vista de eventos e indicadores econômicos no Brasil e no mundo. Nos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed, o banco central do país) reúne-se para decidir o rumo da taxa básica de juros.

Aqui no Brasil, sai a ata do encontro da semana passada do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC).

A expectativa dos investidores para a reunião do Fed, que começa hoje e termina amanhã, é de um novo corte do juro, atualmente em 1% ao ano. Como se sabe, a economia americana está há um ano em recessão e deve levar um bom tempo para sair dela. Nesse cenário, a política monetária tem de ser o mais expansionista possível.

A ata do encontro do Copom, que sai na quinta-feira, deve deixar mais claro para analistas e investidores como a autoridade monetária vê o momento atual da economia brasileira. De um lado, indicadores de atividade têm apontado uma brusca desaceleração. De outro, a desvalorização do real ante o dólar pressiona a inflação.

Em termos de calendário, os destaques da semana no Brasil são os indicadores de inflação. Entre eles, o IGP-10 de dezembro, que sai amanhã, e o IPCA-15, prévia do índice oficial de inflação, sexta-feira. Também na sexta, sai a taxa de desemprego do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Nos EUA, sai hoje a produção industrial, amanhã, o Índice de Preços ao Consumidor, e quinta-feira, o Índice de Indicadores Antecedentes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.