Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fed deve manter juros dos EUA na 3a-feira, sem sinais de mudança

Por Ros Krasny CHICAGO (Reuters) - O Federal Reserve deve manter os juros inalterados na reunião de terça-feira, e provavelmente vai sinalizar que a taxa básica vai permanecer no mesmo lugar por muitos meses.

Reuters |

Desde a última reunião, em 5 de agosto, a economia tem mostrado sinais de fraqueza, ao mesmo tempo em que as pressões inflacionárias começaram a ceder --elementos que podem trazer algumas mudanças para o comunicado que o Fed divulga após o encontro.

'Eles vão reconhecer que os riscos ao crescimento econômico aumentaram, que os mercados financeiros continuam frágeis, e que o risco de inflação diminuiu um pouco', disse Steven Wood, economista da Insight Economics, em Danville, Califórnia.

O chairman do Fed Ben Bernanke e seus colegas no Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed (Fomc) reduziram a taxa básica de juros em 3,25 pontos percentuais, para os atuais 2 por cento, em sete ocasiões entre meados de setembro e o final de abril.

Desde então, o Fed manteve os juros em duas reuniões, mesmo quando a forte alta dos preços do petróleo aumentou a preocupação com a inflação. Com o petróleo perdendo força e com o mercado financeiro longe de estar resolvido, analistas estão confiantes que o próximo encontro, e talvez o outro, tenham resultado semelhante.

Uma pesquisa da Reuters com 47 economistas, publicada na quinta-feira, mostrou que o Fed deve manter o juro inalterado pelo menos até o primeiro trimestre do ano que vem, quando começaria a elevar a taxa.

Mas, ainda que a perspectiva de manutenção tenha um amplo consenso, a piora do mercado de trabalho trouxe de volta recentemente os defensores de um corte nos juros, após meses de discurso sobre o perigo da inflação e com os mercados se focando em quando, e não se, o Fed aumentaria a taxa básica.

A taxa de desemprego subiu para o maior nível em cinco anos em agosto, para 6,1 por cento, acima dos 5,5 a 5,7 por cento que os membros do Fed haviam previsto para os últimos meses deste ano.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG