Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fed corta taxa básica de juros e toma medidas especiais

O Banco Central americano (Federal Reserve, Fed) anunciou nesta terça-feira ter reduzido sua taxa básica de juros a um nível jamais visto, com margem de flutuação de 0% a 0,25%, e afirmou que intervirá para comprar títulos nos mercados.

AFP |

O Fed foi além das previsões dos analistas, que apostavam em uma redução de 0,50 ponto nos juros, que estavam em 1,0% desde o mês de outubro.

"O Federal Reserve vai empregar todos os meios à disposição para promover o retorno de um crescimento econômico duradouro e para manter a estabilidade dos preços", escreveu o Comitê de política monetária do Banco Central americano em seu comunicado final, emitido após dois dias de reunião.

O Fed nunca reduzira tanto sua taxa básica: a de 1%, aplicada desde outubro, assim como durante o período de junho de 2003 a junho de 2004, já era considerada a mais baixa já aplicada pela instituição.

Paralelamente à política clássica de estabelecer as taxas, o Fed destacou que pretende "estimular a economia através de operações de open market e outras medidas destinadas a manter os balanços das empresas em nível elevado".

O Banco central americano quer "comprar títulos da dívida (federal americana) em grandes quantidades, assim como títulos indexados a créditos imobiliários, e apoiar o mercado do crédito hipotecário e do setor imobiliário", segundo o comunicado.

O Fed também está avaliando a possibilidade de comprar bônus do Tesouro de longo prazo.

A redução da taxa básica do Fed é a décima decidida pelo Comitê de Política Monetária da instituição desde o início da crise dos créditos imobiliários de risco, em meados de 2007.

O Fed também decidiu baixar sua taxa de redesconto de 0,75 ponto para 0,25%, e avisou que a manutenção da taxa básica em um nível "excepcionalmente baixo" pode durar "algum tempo".

As decisões desta terça-feira foram aprovadas por unanimidade pelo Comitê.

mj/sd/yw

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG