O Federal Reserve dos Estados Unidos (Fed, banco central) anunciou nesta quarta-feira uma nova ação conjunta com o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco Nacional Suíço para ampliar as facilidades de crédito concedidas aos bancos dentro da luta contra a crise do crédito.

As facilidades de crédito concedidas aos bancos serão ampliadas com o tempo e aumentadas em volume, destacou o Fed em um comunicado.

O texto destacou que a medida foi adotada "à luz das contínuas e frágeis circunstâncias nos mercados financeiros", junto a outros passos para reduzir a contração do crédito global.

A medida será ampliada para além da data original de expiração de 30 de janeiro, para ajudar as grandes empresas de investimentos relacionadas ao Fed conseguirem liquidez.

O programa foi implementado após o colapso do gigante do Wall Street Bear Stearns, que enfrentou uma falta de fundos por não conseguir empréstimos em mercados privados para financiar operações.

bur-rl/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.