Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fecomercio-RJ reclama com Cabral de cortes de energia da Light

RIO - A Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomercio-RJ) enviou ofício ao governador Sérgio Cabral solicitando sua intervenção na crise por que passa o comércio e a população carioca com os constantes cortes de luz provenientes da rede de distribuição de energia da Light. No ofício, a Fecomercio, que é responsável por mais de 60% do PIB do estado e geradora de quase três milhões de empregos formais, pede uma audiência com o governador, em nome de todos os segmentos afetados, para traçar uma ação conjunta de respostas e soluções, assim como o posicionamento das autoridades federais, que até o momento estão se omitindo do problema. De acordo com o comunicado, o centro do Rio sofreu nos últimos três dias interrupções que somadas ultrapassam 24 horas só nesta semana, e representam perdas de grande valor, além de dificultar a vida do cidadão. O blecaute que atingiu o centro da cidade pelo terceiro dia consecutivo começou por volta das 8h40, deixando às escuras à rua Uruguaiana e as avenidas Presidente Vargas, Passos e Rio Branco. A Light informou que o fornecimento de energia no centro da cidade foi restabelecido às 16h58. O comunicado, de apenas uma linha, não dá maiores detalhes sobre as áreas afetadas no centro financeiro do Rio, que inclui as avenidas Rio Branco e Presidente Vargas.

Valor Online |

Antes, a concessionária tinha informado que o fornecimento de energia no centro do Rio seria normalizado apenas no final da noite. De acordo com nota divulgada pela empresa, o conserto poderia demorar até as 23h.

O Detran e o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) tiveram de suspender o atendimento ao público por causa da falta de luz. Os computadores do Detran ficaram fora do ar e no Detro somente o serviço de liberação de veículos apreendidos funcionou, mesmo assim com apoio de empresas terceirizadas.

Os 150 funcionários que trabalham na sede do Detro, na rua do Rosário, foram dispensados do serviço. Por ser uma construção antiga, o prédio não possui gerador próprio e seu sistema elétrico não suporta a carga total de geradores.

Vários restaurantes e lojas, como as Casas Bahia e o Ponto Frio, na rua Uruguaiana, foram obrigados a fechar. O Detran pede para a população agendar qualquer marcação prevista para hoje (11), pois todos os serviços do órgão estão interrompidos em todo o estado.

Devido ao blecaute, os sinais de trânsito das avenidas Presidente Vargas e Rio Branco não funcionaram, o que provocou caos no trânsito da região.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG