Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FDIC quer incentivar renegociação de hipotecas nos EUA

SÃO PAULO - A presidente da Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC), uma das entidades reguladoras do sistema financeiro dos Estados Unidos, Sheila Bair, informou hoje, em audiência no congresso norte-americano, que está sendo preparado um plano para incentivar os bancos a renegociarem financiamentos imobiliários de mutuários inadimplentes. Ela disse que está trabalhando de forma próxima e criativa, ao lado do Departamento Tesouro, para encontrar alternativas para este problema, que é uma das raízes da crise financeira atual. A comandante da FDIC revelou que o governo pretende criar padrões para a modificação dos empréstimos e oferecer garantias aos bancos, para que se chegue a condições mais palatáveis para que os tomadores consigam pagar as parcelas. Fazendo isso, empréstimos impagáveis podem se tornar financiamentos sustentáveis no longo prazo, afirmou.

Valor Online |

Ela não informou o montante que pretende aplicar neste programa, mas ressaltou a experiência que a FDIC está tendo na renegociação dos contratos do banco californiano IndyMac, que sofreu intervenção governamental.

Bair disse que o IndyMac tinha uma carteira de 712 mil hipotecas, das quais 60 mil estavam com atraso superior a 60 dias no pagamento. Destas, a FDIC considera que 40 mil podem ser renegociadas.

Até agora, ainda segundo Bair, já foram fechados acordos para mudar as condições de pagamento de 3,5 mil financiamentos. Nestas operações, a parcela mensal tem sido reduzida, em média, em US$ 380. "Esperamos que este programa sirva como catalisador para promover mais renegociações de empréstimos para mutuários inadimplentes pelo país", afirmou.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG