Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FBI investiga ameaças de cartas com pó branco sobre a crise financeira

O FBI está investigando o envio de mais de 50 cartas anônimas, em sua maioria cheias com um pó branco, a instituições financeiras americanas com ameaças de vingança pela crise financeira mundial.

AFP |

A polícia federal americana afirma em um comunicado que as cartas, enviadas de Amarillo, Texas, começaram a ser recebidas na segunda-feira e desencadearam uma investigação de vários organismos dirigida pelo FBI e o serviço de inspeção do correio americano em coordenação com autoridades federais e locais.

Uma carta, cuja imagem parcial pode ser vista no site do FBI, adverte que ningúem pode "roubar o dinheiro de milhares de pessoas e esperar que isso não vai ter conseqüências (sic). A hora da vingança chegou. O que acabam de respirar pode matá-los em dez dias. Agradeçam a XXX (nome ocultado pelo FBI) e à FDIC (agência federal americana de garantias de depósitos bancários) por sua passagem para uma vida melhor".

"A maior parte das cartas contém uma espécie de pó. Todos os exames realizados se revelaram negativos, o pó parece inofensivo", indicou o FBI, acrescentando que análises suplementares estão em curso em laboratórios regionais.

No fim de semana passado, uma matéria do New York Times informou que o FBI não conta com agentes suficientes nem recursos para investigar crimes financeiros devido a cortes de pessoal e à ênfase dada ao terrorismo.

Citando atuais e antigos funcionários do FBI, o diário ressaltou que desde os ataques de 11 de setembro de 2001 a agência enviou para tarefas ligadas a terrorismo e inteligência mais de 1.800 agentes, ou quase um terço de todos os agentes que atuavam em programas contra crimes financeiros.

"Sem dúvida sentimos os efeitos da destinação de recursos de investigações para o setor de crimes contra a segurança nacional", declarou um ex-diretor adjunto do FBI, John Miller. "Em crimes do colarinho branco, ao investigar menos casos, temos nos concentrado em áreas onde podíamos ter um impacto melhor".

A matéria do New York Times foi veiculada após uma série de ações do governo dos Estados Unidos para estabilizar bancos em desgraça após a crise dos empréstimos hipotecários e outros problemas financeiros.

Segundo o jornal nova-iorquino, o FBI está sendo pressionado para investigar alguns dos protagonistas do colapso financeiro, incluindo os gigantes hipotecários Fannie Mae e Freddie Mac.

mk/cn/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG