Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Faturamento de pequena empresa caiu 1,6% em agosto

O faturamento real das micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas teve queda de 1,6% em agosto, na comparação com julho. Na avaliação do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP), o desempenho deve-se ao efeito calendário, já que o oitavo mês do ano teve um dia útil a menos que julho.

Agência Estado |

O segmento de indústrias apresentou em agosto a queda mais expressiva, de 5%, seguido pelo comércio (3,8%). Já o setor de serviços apresentou expansão de 6% na mesma base de comparação.

De acordo com o levantamento, o nível de pessoal ocupado manteve-se estável, o rendimento real dos empregados nas MPEs paulistas apresentou variação de -0,3% e o gasto total com folha de pagamentos apresentou expansão de 2,1%.

O faturamento das MPEs da capital paulista apresentou expansão de 1,8% no mês, enquanto as da região metropolitana de São Paulo mostraram alta de 0,1%. Já as empresas do Grande ABC e do interior registraram queda de 1,5% e 3,3%, respectivamente.

Na avaliação do diretor-superintendente do Sebrae-SP, Ricardo Tortorella, o fato de não haver mais feriados que reduzam o número de dias úteis até o Natal é extremamente positivo para o faturamento das MPEs. "Como os empresários continuam vendendo em patamar semelhante ao ano passado e continuam otimistas, se a turbulência financeira internacional se mostrar passageira, acreditamos que ainda é possível terminar o ano com variação positiva nas vendas."

Apesar da retração registrada em agosto, 55% das MPEs esperam um aquecimento no faturamento nos próximos seis meses, e 52% delas acreditam na melhora da economia brasileira.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG