Fátima Raimondi, assumiu ontem o cargo de presidente da Ericsson do Brasil, com a ambição de ampliar as exportações e ganhar mais presença no fornecimento de redes multimídias. A executiva - primeira brasileira a assumir o cargo - tem metas relativamente conservadoras para o avanço das receitas neste ano, muito movimentado em telecomunicações.

A estimativa é que a receita cresça 5% e chegue a R$ 2 bilhões. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.