Nova York, 22 ago (EFE) - A farmacêutica americana King informou hoje que apresentou uma proposta de compra à empresa rival Alpharma, por US$ 1,4 bilhão.

No entanto, o Conselho de Administração da também americana Alpharma rejeitou a oferta, que estabelece o pagamento em dinheiro de US$ 33 por ação.

Esse preço representa uma valorização de 37% em relação ao valor de fechamento das ações da Alpharma na quinta-feira nas bolsas de Nova York.

O presidente e executivo-chefe da King, Brian Markison, ressaltou que a oferta é "boa demais para ser ignorada".

"À vista de que o Conselho da Alpharma recusou esta oferta, consideramos que é importante que os acionistas de ambas as companhias estejam a par desta apaixonante oportunidade", explicou Markison em comunicado de imprensa.

No entanto, ele advertiu em carta enviada ao presidente da Alpharma, Dean Mitchell, que se essa opção não for cogitada, a empresa pretende "colocar a oferta diretamente aos acionistas" da Alpharma.

Também por carta, Mitchell respondeu hoje a Markison que, como já lhe comunicou em julho, quando King expressou interesse em chegar a um acordo de compra, "a companhia não está à venda", mas sim aberta a considerar qualquer oferta que reflita seu valor. EFE vm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.