SÃO PAULO - A farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca anunciou ontem que pretende demitir 1.400 funcionários e fechar fábricas na Suécia, Espanha e Bélgica.

Com a medida, a empresa amplia as iniciativas de redução de custos e tenta fazer frente à forte competição dos remédios genéricos.

A farmacêutica disse em comunicado ontem que o lucro desse ano deve ficar no piso de sua projeção. Os cortes nos postos de trabalho se somam às 7.600 demissões já divulgadas.

(Vanessa Dezem | Valor Online e agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.