O presidente Lula vetou integralmente o projeto de lei que exigia a adição de amido de mandioca à farinha de trigo comprada pelo poder público. Em mensagem ao Congresso publicada ontem no Diário Oficial, ele explica que vetou porque, entre outros motivos, haverá grande dificuldade de comprovação da garantia de que o produto tenha a composição proposta.

Avaliou ainda que não seria possível para os moinhos separar lotes da farinha destinados ao governo e ao mercado. O projeto, do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), passou em setembro pela Câmara e em outubro pelo Senado. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.