Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

FAO: oferta apertada deve restringir comércio de farelo

Kuala Lumpur, 13 - Após quatro anos seguidos de crescimento, o comércio global de farelo de soja e outras oleaginosas comestíveis, como canola e girassol, não deve crescer em 2008/09, devido principalmente à esperada redução na oferta de soja norte-americana. O comércio mundial é previsto em 62,8 milhões de toneladas, quase inalterado em relação a 62,6 milhões em 2007/08, segundo relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Agência Estado |

O aumento de transações de alguns farelos, como o de colza e o de girassol, em 2008/09 deve ser ofuscado por uma queda incomum no comércio de farelo de soja devido ao enfraquecimento da demanda global e uma provável queda de 10% nos embarques dos Estados Unidos.

A produção mundial de farelo deve ultrapassar o consumo em 2008 em apenas 1,1 milhão de toneladas, ou 1%, segundo a FAO.

"Este ano, a produtividade de soja abaixo da média, forte consumo doméstico e a necessidade de reabastecer os estoques devem reduzir as exportações dos EUA em mais de 10%", afirmou a FAO. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG