BRASÍLIA - Após admitir que lamentavelmente o país ainda não produza conversores de TV digital em número suficiente para atender à população, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, afirmou hoje que falta engajamento da própria indústria para popularizar a nova tecnologia. Infelizmente, até agora, não vi uma disposição da indústria de realmente produzir dentro da expectativa e da necessidade da TV digital. Temos, em média, 200 mil conversores nos mercados por mês.

Se tivéssemos um milhão, todos seriam vendidos", afirmou, durante entrevista a emissoras de rádio da EBC, no programa Bom dia, ministro.

Hélio Costa lembrou que, há cerca de um ano - quando o conversor foi lançado no Brasil -, o preço por aparelho chegava a R$ 1,4 mil. Na época, o próprio ministro criticou o valor do equipamento e incentivou que a população aguardasse uma queda nos preços para comprar os conversores. Atualmente, porém, o aparelho é vendido a R$ 240, o que, segundo ele, é um preço acessível.

O ministro voltou a insistir que, caso a indústria se mostrasse disposta a aumentar a oferta de conversores, a população teria mais acesso ao serviço digital.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.