Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Falta de crédito deve encolher safra de soja do Brasil--Céleres

SÃO PAULO, 1o (Reuters) - A dificuldade de acesso ao crédito por parte do produtor fez com que a Céleres reduzisse a 59,4 milhões de toneladas a sua estimativa para a safra de soja 2008/09 do Brasil, contra uma previsão feita há um mês de 61,7 milhões de toneladas, informou a consultoria nesta segunda-feira. A previsão, se confirmada, representará uma redução de 0,5 por cento em relação ao volume produzido em 2007/08.

Reuters |

Segundo disse a Céleres em um comunicado, a dificuldade em assegurar crédito para a safra foi fundamental para determinar a área pretendida para o plantio da safra 2008/09.

A crise financeira mundial restringiu linhas de crédito que produtores, exportadores e tradings usam para financiar o plantio, a colheita e a comercialização da safra. Os produtores também carregam pesadas dívidas de safras anteriores.

PLANTIO MAIS LENTO

A Céleres estimou também que plantio da safra de soja brasileira 2008/09 (outubro/setembro) atingiu 79 por cento da área esperada até 28 de novembro, abaixo dos 83 por cento normalmente plantados até este período do ano.

A Céleres disse que o atraso no plantio deve-se às condições mais secas do que o normal nas principais áreas de plantio de soja no Centro-Oeste e Sul.

O instituto climático Somar afirmou em sua previsão do tempo nesta segunda-feira que chuvas já começavam a melhorar os níveis de umidade nos Estados de Mato Grosso e Goiás. Mais chuvas eram previstas para região até quarta-feira.

As taxas de plantio devem começar a melhorar nas próximas semanas.

As chuvas devem atingir o Rio Grande do Sul nos próximos seis a 10 dias, mas estas ainda parecem isoladas e não generalizadas como os produtores preferem.

Algumas semanas de seca são típicas em novembro ou dezembro nas regiões de plantio de soja no Brasil.

(Reportagem de Reese Ewing)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG