Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Falta de consenso na OMC não é sinônimo de paralisia, diz Amorim

O ministro brasileiro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse nesta segunda-feira que o fracasso da Rodada de Doha não é sinônimo de paralisia, pedindo aos negociadores que continuem buscando um consenso para encerrar este processo, em discurso ao Parlamento do Mercosul nesta segunda-feira em Montevidéu.

AFP |

"A falta de consenso na conclusão da Rodada Doha, em Genebra, não é sinônimo de paralisia, pois apesar de o acordo não ter sido assinado, avançamos em muitos pontos", disse Amorim.

Por isso, acrescentou, temos o dever de continuar buscando consensos para concluir a Rodada de Doha, que pode trazer benefícios extraordinários para os países em desenvolvimento, principalmente para os mais pobres.

Amorim indicou que a ausência de acordo na OMC, o status quo afeta de modo mais grave os países pobres, porque as barreiras e os subsídios à agricultura privam as populações desses países da oportunidade de competir no mercado mundial, atrasando seu desenvolvimento.

"Enquanto houver esperança de obter um resultado justo e equilibrado, o Brasil continuará lutando, porque isso será bom para o Mercosul e para todos e cada um dos países-membros", disse Amorim.

Além disso, destacou que "as negociações de Genebra representam uma aprendizagem para o Mercosul, porque as divergências tópicas são normais em negociações de tamanha complexidade".

"O importante é que em nenhum momento falte disposição, e não faltará, para atender às preocupações de todos", acrescentou.

Brasil e Argentina se mostraram divididos nas negociações de Genebra.

O Brasil aceitou a proposta do diretor-geral da OMC, Pascal Lamy, para salvar a Rodada de Doha, conciliando os interesses dos países exportadores agrícolas e das grandes nações industrializadas. Já a Argentina considerou que este projeto de acordo era desequilibrado e disse que a aceitação brasileira gerou "tensão" no Mercosul.

yow/ja/lm

Leia tudo sobre: rodada de doha

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG