Tamanho do texto

De acordo com instituto de agropecuária, não há previsão de chuvas acima de 4 mm para a região do Mato Grosso

selo

O atraso no plantio da safra de soja 2010/11 em Mato Grosso deve se intensificar, pois não há previsão de chuvas acima de 4 mm para os próximos 15 dias. A informação consta do boletim semanal sobre a soja do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), que leva em conta as previsões climáticas da Somar Meteorologia. Segundo o Imea, duas semanas após o início do plantio a situação é preocupante, por causa da irregularidade das chuvas, em pequenos volumes e apenas em regiões pontuais. O Imea alerta que o atraso do plantio da soja afetará a tomada de decisão dos agricultores em relação às áreas de milho safrinha e de algodão. O levantamento divulgado pelo Imea na sexta-feira mostra que até a semana passada foram cultivados 106 mil hectares de soja em Mato Grosso, que corresponde a 1,7% da área estimada.

No mesmo período do ano passado, 14% da área de soja estava semeada em Mato Grosso, o que correspondia a 847 mil hectares. Dois dos maiores polos produtores, Lucas do Rio Verde e Sapezal, que estavam com 30% e 25% da área semeada no mesmo período de 2009, estão nesta safra com 3% e 6%, respectivamente. <b>Avanço</b> Em Sorriso, maior produtor brasileiro de soja e milho, o plantio da oleaginosa avançou de sexta-feira até hoje, segundo o presidente do sindicato rural do município, Elso Vicente Pozobon. Ele afirmou que choveu bem nos últimos três dias em alguns bolsões de Sorriso e os agricultores aproveitaram para acelerar o plantio. O levantamento divulgado na sexta-feira pelo Imea mostrou que em Sorriso o plantio da soja havia atingido 12 mil hectares, que representam 2% da área de 600 mil hectares. Em igual período do ano passado já estavam plantados 150 mil hectares (25%). Com o avanço nos últimos três dias, Pozobon acredita que o plantio atingiu 6% da área (36 mil hectares) estimada para esta safra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.