Tamanho do texto

O Facebook, imitando uma das conhecidas estratégias do Google, estabeleceu uma estrutura de classe de ações dual que aumentará o poder de voto de seu fundador e executivo-chefe, Mark Zuckerberg, e dos acionistas atuais se eles mantiverem suas ações durante uma eventual oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês), como informa o Wall Street Journal. No entanto, o Facebook afirmou que a medida não deveria ser interpretada como um sinal de que a companhia planeja se tornar aberta e disse que não pretende fazer isso neste momento.

A empresa afirmou que está introduzindo a nova estrutura "porque os acionistas existentes queriam manter o controle sobre o voto em certas questões".

Como parte da medida, o Facebook vai converter as ações existentes para Classe B, que carregarão poder de voto 10 vezes maior que as ações Classe A, de acordo com uma pessoa que viu os documentos relacionados ao plano. As ações continuarão sendo Classe B a não ser que o proprietário as venda depois de um IPO, quando se transformariam em Classe A, disse a fonte.

Zuckerberg, que tem 25 anos, afirmou em entrevistas recentes que a companhia pretende tornar-se aberta em algum momento. Se isso acontecer - e os investidores atuais mantiverem as ações - a estrutura de classes dual vai aumentar seu controle e facilitar a defesa contra pretendentes indesejáveis.

No início deste ano, a companhia de rápido crescimento, que opera um dos websites mais populares da internet, disse que estava gerando fluxo de caixa positivo e que a receita neste ano deveria ser 70% maior que a de 2008. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.