São Paulo, 19 mar (EFE).- A fabricante de trens espanhola Construções e Auxiliar de Ferrovias (CAF) inaugurou hoje sua primeira fábrica no Brasil, já com uma lista de pedidos de 101 trens.

A fábrica, construída no município de Hortolândia, em São Paulo, pediu um investimento de R$ 200 milhões provenientes de recursos próprios da CAF, que opera no Brasil há 14 anos na área de manutenção de trens.

O ato de inauguração contou com a presença do governador paulista, José Serra, favorito nas pesquisas para as eleições presidenciais de outubro, e pelo titular do Conselho de Administração da CAF, Andrés Ari Scoleto.

"A inauguração dessa moderna fábrica é a forma mais concreta que a CAF Espanha e a CAF Brasil encontraram para manifestar sua confiança no desenvolvimento do estado de São Paulo e do Brasil", disse Scoleto.

A unidade, que já iniciou a produção, fabricará inicialmente 48 trens com oito vagões para a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e 17 trens com seis vagões para o metrô de São Paulo. As encomendas devem ser entregues antes do fim de ano.

Outros 36 trens serão produzidos por meio de um convênio público-privada assinada com o governo de São Paulo por um valor de R$ 1,8 bilhão.

A fábrica inaugurada hoje gerou cerca de mil empregos diretos e tem capacidade para produzir 500 vagões por ano.

A CAF tem oito centros de produção principais na Espanha e quatro de manutenção (Bilbao, Vigo, Barcelona e Sevilha), assim como unidades de montagem ou manutenção em São Paulo, Sacramento (EUA), Cidade do México, Buenos Aires, Lisboa e Londres. EFE joc/sa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.