Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Fabricante de proteína neozelandesa suspende vendas por detectar melamina

Sydney (Austrália), 29 set (EFE).- A empresa neozelandesa Tatua Cooperative Dairy Company, uma das principais produtoras da proteína lactoferrina, anunciou hoje a suspensão de suas exportações após descobrir a presença de melamina em seu produto.

EFE |

A companhia, em colaboração com a Autoridade de Segurança Alimentar da Nova Zelândia, abriu uma investigação para determinar como aconteceu a contaminação.

A dúvida é se foi na rede de produção, através da alimentação do gado, ou com uso de inseticida nos gramados.

O leite adulterado com melamina matou quatro crianças e intoxicou cerca de 50 mil na China, que alertou aos abastecedores na Nova Zelândia.

O diretor-executivo da Tatua, Paul McGilvary, assegurou que a quantidade de melamina descoberta não supõe um perigo para a saúde.

A fábrica de Tatua obtém uma tonelada de lactoferrina do processamento de 10 mil toneladas de leite. EFE aus/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG