DETROIT (Reuters) - A Johnson Controls, a terceira maior fabricante de autopeças da América do Norte, defendeu neste domingo maior flexibilidade nas leis trabalhistas para manter-se competitiva diante das incertezas que cercam a indústria automotiva. Não existe nenhum presidente de montadora ai fora que não tenha dito que e completamente impossível prever o que 2009 será. Ninguém está disposto nem mesmo a dizer para nos o que será o ano de 2009, afirmou Beda Bolzenius, presidente dos negócios automotivos da Johnson Control, durante a Detroit Auto Show.

"Para nos, o mais importante e desenvolver modelos flexíveis de emprego, padrões de trabalho e turnos flexíveis para qualquer que seja a situação", disse.

A Johnson Control e a terceira maior fabricante de autopeças da América do Norte, atrás da Magna e da Delphi Corp, fornecendo pecas diretamente para as montadoras em Detroit em diversas montadoras estrangeiras.

No mês passado, a empresa removeu sua perspectiva de lucro para 2009 citando "o rápido declínio na produção automotiva global e as condições incertas da indústria".

(Reportagem de Soyoung Kim)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.