O ex-vice-presidente da seguradora americana AIG, Christian Milton, de 61 anos, foi condenado a quatro anos de prisão, nesta terça-feira, anunciou o Departamento de Justiça.

Milton foi declarado culpado em fevereiro de 2008, por um tribunal federal, de "complô", "fraude em depósitos", "declarações falsas à SEC" (a comissão que regula o setor financeiro nos EUA), entre outras acusações.

Além dos quatro anos atrás das grades, aos quais se sucederão dois de liberdade condicional, Milton terá de pagar uma multa de 200.000 dólares.

lum/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.