O governo da França lançou ontem, em Paris, uma política de garantias ao financiamento de exportações que terá como alvo central países como China, Índia e Brasil. O Ministério da Economia oferecerá a 400 empresas um seguro-crédito ilimitado, que funcionará como garantia contra eventuais calotes dos importadores.

O objetivo é turbinar as exportações para mercados emergentes. O efeito colateral: risco de desequilíbrio na balança bilateral, hoje favorável ao Brasil. A nova política foi anunciada ontem pela Secretaria de Estado de Comércio Exterior, órgão do Ministério da Economia da França. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.