Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Exportações do agronegócio são recorde em agosto

As exportações do agronegócio em agosto somaram US$ 6,8 bilhões, aumento de 15,7% em relação a agosto de 2007. O superávit alcançou US$ 5,7 bilhões.

Agência Estado |

Os dois resultados são recorde para um mês de agosto, segundo o Ministério da Agricultura. Em 12 meses, as vendas externas do setor atingiram a marca histórica de US$ 69 bilhões. As informações são da assessoria de imprensa da pasta.

Os setores que mais contribuíram para o desempenho foram o complexo soja, carnes, complexo sucroalcooleiro e café. As exportações do complexo soja em agosto resultaram numa receita de US$ 1,8 bilhão, 44% maior, puxada pela alta dos preços da oleaginosa no mercado internacional. De acordo com o ministério, o preço da soja exportada foi 81% maior que o de agosto de 2007, e os de farelo de soja e óleo de soja, 63% e 61,3% superiores, respectivamente.

As vendas externas de carnes cresceram 38,4% em receita, somando US$ 1,4 bilhão. A receita com as exportações de carne bovina in natura cresceu 36%, enquanto o volume caiu 13%. As vendas externas de carne de frango in natura cresceram 7,6% em volume e 43,7% em valor. E as exportações de carne suína in natura registraram queda de 29,5% no volume, mas aumento de 68% no preço do produto embarcado.

A receita com as exportações de produtos do complexo sucroalcooleiro cresceu 15,5% em agosto, para US$ 824 milhões. As vendas de café superaram 19,4% as do mesmo mês do ano passado, totalizando US$ 381 milhões.

De janeiro a agosto, as vendas externas do agronegócio somaram US$ 48,5 bilhões, 28% acima do registrado no mesmo período de 2007. O saldo da balança no período foi positivo em US$ 40,6 bilhões, alta de 25% na comparação com os primeiros oito meses de ano passado. Os cinco principais setores que colaboraram para o bom resultado das exportações foram o complexo soja (+71,4%), carnes (+36,9%), produtos florestais (+11,2%), complexo sucroalcooleiro, (+5,4%) e café (+16%).

China

O Ministério da Agricultura informou ainda que a China se consolida como o principal destino dos produtos agropecuários do Brasil. De janeiro a agosto deste ano, houve um crescimento de 97,3% das vendas para o mercado chinês. Isoladamente, a China já concentra 13,1% das exportações brasileiras do agronegócio. Em segundo e terceiro lugares, aparecem os Países Baixos, com participação 9,4%, e os Estados Unidos, com 8,5%.

Em agosto, as importações de produtos do agronegócio cresceram 29,7%, em relação ao mesmo período do ano passado, e atingiram o valor de US$ 1,07 bilhão. As quantidades importadas de trigo, arroz e milho apresentaram queda de 21,6%, 62% e 62,3%, respectivamente. De janeiro a agosto deste ano, houve elevação de 42,4% das importações em relação ao mesmo período de 2007.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG