Tamanho do texto

Descalvado, 27 - As exportações de carne de frango devem cair entre 17,4% e 20,6% em novembro em relação à outubro com os impactos da crise mundial, de acordo com estimativas da União Brasileira de Avicultura (UBA). Segundo o presidente da entidade, Ariel Antonio Mendes, o volume das vendas externas deve encerrar este mês entre 250 e 260 mil toneladas, ante as 315 mil t do mês passado, que já apresentara uma pequena redução em relação às 320 mil t e 330 mil t da média de 2008.

"Os principais impactos na redução são da Rússia, que está sem crédito, da Venezuela, que já registra uma inadimplência em virtude dos impactos da queda no preço do petróleo, e do Japão, que tem um estoque alto de frango", disse Mendes durante 11º Encontro Técnico-Empresarial da Avicultura Brasileira, em Descalvado (SP).

Em 2008, a indústria exportadora de frango deve comercializar 3,8 milhões de t e faturar US$ 7 bilhões, aumento de 20% no volume e de 50% na receita ante o ano passado. Para o próximo ano, de acordo com o presidente da UBA, se as exportações crescerem 10% em volume será um bom resultado. "A tendência é que a receita do produtor seja mantida no próximo ano, ou seja, 2009 será um ano para não perdermos dinheiro", alertou.

Para reduzir a oferta de frango no mercado, a UBA orientou os produtores a reduzir em até 20% o alojamento de pintinhos nas unidades produtoras até o início do próximo ano, já que no primeiro trimestre o consumo cai naturalmente. "No entanto, até agora houve apenas uma redução de 5% a 7% nesse alojamento e muitos produtores não fizeram lição de casa", disse o presidente da entidade, que espera uma redução dos atuais 462 milhões de pintinhos para 420 milhões de pintinhos alojados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.