Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Exportações de carne argentina caem 10%, divulga Senasa

Buenos Aires, 04 - As exportações de carne bovina da Argentina cresceram 3,79% entre setembro e outubro, para 43,39 mil toneladas. Apesar disso, o volume ficou 10% abaixo do apurado em igual período do ano passado, segundo dados do Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar (Senasa).

Agência Estado |

Apesar do desempenho razoável em outubro, os números devem apresentar piora sensível em novembro por causa da crise financeira internacional. Segundo o presidente do Escritório Nacional de Controle Comercial Agropecuário (Oncca), Ricardo Echegaray, muitos contratos de exportação foram cancelados ou renegociados, com queda significativa dos preços.

"Todos pararam de comprar em outubro e novembro, mas agora os estoques europeus estão acabando, e os preços tiveram alguma recuperação", ponderou Echegaray. O valor das exportações de traseiro e lombo caíram de um pico de US$ 21 mil a tonelada, no primeiro semestre, para US$ 7,5 mil, em outubro. "Agora, os preços retornaram para algo em torno de US$ 12 mil".

Segundo a Senasa, as exportações de carne in natura e processada somaram 315,93 mil toneladas nos primeiros 10 meses do ano, o que significa uma queda de 18,47% em relação ao mesmo período de 2007. "A Oncca autorizou o embarque de 756,35 mil toneladas este ano, mas os exportadores solicitaram mais permissões do que eles realmente tinham em contratos de venda", afirmou Echegaray.

Por outro lado, os exportadores reclamam que, apesar da liberação oficial, as agências do governo têm restringido as vendas externas com o objetivo de controlar os preços no mercado doméstico. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG