Brasília, 09 - A queda das exportações na primeira semana de fevereiro ocorreu nas três categorias de produtos, segundo informou hoje a assessoria de imprensa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Os manufaturados registraram uma queda de 26,2% em relação à média diária de fevereiro de 2008, em razão da redução das exportações de gasolina, laminados planos de ferro ou aço, automóveis, aviões, autopeças e calçados.

Nos semimanufaturados, a retração foi de 12,9%, por conta de semimanufaturados de ferro e aço, óleo de soja em bruto, madeira serrada, ferro-ligas e couros e peles. As vendas externas de produtos básicos tiveram uma queda de 4,9%, em função, principalmente, dos embarques de carne de frango, bovina e suína, café em grão e soja em grão.

Na primeira semana de fevereiro, a balança comercial apresentou exportações de US$ 2,740 bilhões, com média diária de US$ 548 milhões, uma queda de 18,7% em relação à média diária de fevereiro de 2008, quando a média diária foi de US$ 673,7 milhões.

Nas importações, a média diária da primeira semana de fevereiro de 2009, de US$ 453,8 milhões, ficou 27,8% abaixo da média de fevereiro de 2008 (US$ 628,9 milhões). Caíram os gastos, principalmente, com cobre e suas obras (79,5%), cereais e produtos de moagem (71,0%), combustíveis e lubrificantes (69,7%), adubos e fertilizantes (69,0%), peixes e crustáceos (47,6%), papel e obras (43,9%), filamentos e fibras sintéticas (39,4%), extratos tanantes e corantes (29,5%), alumínio e obras (29,5%) e equipamentos elétricos e eletrônicos (29,2%). As importações somaram US$ 2,269 bilhões na primeira semana de fevereiro.

O superávit primário na semana de fevereiro foi de US$ 471 milhões, depois de um déficit comercial de US$ 518 milhões no mês de janeiro. Com isso, a balança comercial ainda acumula um saldo negativo de US$ 47 milhões no ano, resultado de exportações de US$ 12,528 bilhões e as importações de US$ 12,575 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.