Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Exportações da China caem 17,5% em janeiro ante 2008

SÃO PAULO - O comércio internacional chinês dá mais um sinal de que tem se agravado os efeitos da retração da demanda global sobre a economia do país. As exportações da China caíram 17,5% em janeiro na comparação com o mesmo período do ano passado.

Valor Online |

As importações registraram um recuo ainda pior, de 43,1% na mesma base de comparação.

Os dados foram divulgados hoje pela Administração Geral de Alfândegas da China e mostraram que, com o montante de US$ 90,45 bilhões em exportações e US$ 51,34 bilhões em importações no mês, o superávit da balança comercial do país ficou em US$ 39,1 bilhões, um aumento de 102% ante o mesmo período de 2008. No total, a corrente de comércio alcançou a cifra de US$ 141,8 bilhões em janeiro.

Na comparação com o dezembro do ano passado, o volume exportado pela China cresceu 0,1% e o volume importado recuou 3,8%.

A Administração Geral de Alfândegas afirma, no entanto, o feriado prolongado de comemorações para o Festival de Primavera comprometeu os resultados no período. Excluindo-se os efeitos do feriado, as exportações em janeiro subiram 6,8% na comparação com o ano passado, enquanto as importações declinaram 26,4% em termos reais.

Grande parte deste resultado é fruto da queda da demanda pelos produtos chineses por parte da União Européia, Estados Unidos e Japão. No mês passado, o montante comercializado pelos chineses com o bloco europeu foi de US$ 27,93 bilhões, uma queda de 18,7% frente a 2008. Com os EUA, foi registrado recuo de 15,2%, acumulando US$ 25,25 bilhões, enquanto as vendas para o mercado japonês caíram 28%, ficando em US$ 14,5 bilhões.

As exportações de máquinas e eletrônicos, que representam 54,3% do total de exportações chinesas, apresentaram queda de 20,9% e situaram-se em US$ 49,14 bilhões.

(Vanessa Dezem | Valor Online com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG