Tamanho do texto

SÃO PAULO - As exportações brasileiras de calçados somaram 139,9 milhões de pares entre janeiro e outubro deste ano, o que representa uma queda de 6,1% em relação ao mesmo período de 2007, quando foram enviados ao exterior 149,1 milhões de pares. No entanto, o faturamento do setor com exportações caiu menos, 0,6%, para US$ 1,6 bilhão, ajudado pelo aumento no preço médio do produto.

O principal responsável pelo recuo no volume exportado foram os Estados Unidos, maior comprador do sapato brasileiro. Entre janeiro e outubro, as exportações para os americanos recuaram 25,6% em relação ao mesmo período de 2007, para 31,6 milhões de pares. O faturamento relacionado a este mercado caiu ainda mais, 32,6%, para US$ 415,2 milhões, resultado do preço médio menor, que passou de US$ 14,52 para US$ 13,14 por unidade.

Se considerado apenas o mês de outubro, houve decréscimo de 25,5% no volume exportado, para 12,3 milhões de pares. O faturamento recuou 8,2%, a US$ 148 milhões.

Já as importações mantiveram a trajetória de crescimento, com 34,1 milhões de pares entrando no país nos dez primeiros meses do ano, alta de 50% sobre igual intervalo de 2007. A China representa nada menos que 71,8% do total de calçados importados pelo Brasil.

Os números foram divulgados hoje pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior.

(Valor Online)