Kansas City, Missouri, EUA, 14 - As exportações de carnes dos Estados Unidos atingiram marcas importantes em maio. Os embarques de suínos quase dobraram em relação ao mesmo período do ano passado e bateram novo recorde.

Já a venda de carne bovina alcançou o maior volume mensal desde dezembro de 2003, quando o país registrou seu primeiro caso de vaca louca.

O gerente de pesquisa e análise do Meat Export Federation, Erin Daily, disse que o aperto no abastecimento mundial, a produção recorde de suínos nos EUA e o dólar fraco contribuíram para ampliar os negócios.

Em maio, as exportações de carne suína somaram 196,11 mil toneladas, 95% a mais que em igual período do ano passado. China e Hong Kong foram o principal destino, com mais de 55 mil toneladas embarcadas. O Japão importou 40 mil toneladas e ocupou o segundo lugar na lista.

No acumulado do ano (janeiro a maio), as vendas de carne suína somaram 825,8 mil toneladas, volume que, no ano passado, só foi atingido em setembro. Os embarques para a China já superaram o total de 2007.

As exportações de carne bovina cresceram 29%, a 355,98 mil toneladas, nos primeiros cinco meses do ano. A receita alcançou US$ 309 milhões, 37% a mais do que em igual período de 2007.

O México continua sendo o principal consumidor da carne bovina americana, com mais de 33 mil toneladas embarcadas em maio e 163 mil toneladas nos primeiros cinco meses do ano. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.