Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Exportação de café verde caiu 13,6% em junho, divulga CeCafé

São Paulo, 04 - O volume de café verde exportado em junho apresentou queda de 13,6%, em relação ao mesmo mês de 2007. Foram embarcadas 1,563 milhão de sacas de 60 quilos, ante 1,809 milhão de sacas em junho de 2007, conforme levantamento divulgado hoje pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé).

Agência Estado |

Considerando o volume solúvel embarcado, o total de café exportado pelo Brasil em junho alcança um total de 1,849 milhão de sacas, representando redução de 11,8% ante mesmo mês de 2007 (2,098 milhões de sacas). O volume exportado em equivalente de café solúvel em junho foi de 286.264 sacas, representando leve queda de 0,7%, em comparação com o mesmo mês de 2007 (288.264 sacas).

O CeCafé informou ainda que a receita cambial com o produto teve elevação de 7,7% em junho em relação ao mesmo mês de 2007. Os exportadores faturaram US$ 297,451 milhões em comparação com US$ 276,204 milhões em junho do ano passado, "o que confirma que os preços do produto continuam em alta no mercado", segundo a entidade.

O diretor geral do CeCafé, Guilherme Braga, disse que o Brasil está encerrando uma safra pequena. Agora, segundo Braga, o País vive uma outra safra, mais generosa, que está em processo de colheita e já está entrando no mercado.

Receita Cambial

O levantamento do CeCafé mostra que a receita cambial com exportação de café (verde e solúvel) no acumulado do ano-safra 2007/08 (julho 2007 a junho de 2008) cresceu 10,6%, em relação ao ano-safra anterior. O faturamento é de US$ 4,115 bilhões, ante US$ 3,720 bilhões.

O volume total da exportação brasileira de café no período totalizou 27,257 milhões de sacas de 60 quilos, com redução de 7,3% em relação ao ano-safra anterior (29,409 milhões de sacas).

Desse total, o volume de café verde exportado pelo Brasil no período caiu 9,2%. Foram embarcadas 23,862 milhões de sacas, em comparação com 26,270 milhões de sacas.

O embarque de arábica teve queda de 10,7% em volume, de 24,789 milhões de sacas na safra 2006/07 para 22,132 milhões de sacas. Já o volume de café conillon teve elevação de 16,7% no período, de 1,481 milhão para 1,729 milhão de sacas.

Quanto ao desempenho das exportações de café solúvel, o levantamento do CeCafé mostra elevação de 8,2% no período, em volume. Foram embarcadas 3,395 milhões de sacas em 2007/08, em comparação com 3,139 milhões de sacas em 2006/07.

Mercados

O CeCafé apontou que os principais mercados do café brasileiro reduziram compras no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado. Mesmo assim, Alemanha continua como principal destino, seguido por Estados Unidos e pela Itália.

Em contrapartida, a Bélgica, que ocupa o quarto lugar na lista dos maiores importadores de café do Brasil, apresentou um aumento de 69,05% nas importações. No acumulado de janeiro a junho 2008, aquele país europeu importou 1.055.184 sacas, em comparação com 624.173 sacas em 2007.

Quanto aos portos de embarques, dados do CeCafé mostram que o Porto de Santos (SP) segue liderando as exportações. Em junho, aquela unidade portuária embarcou 1.116.957 sacas, enquanto no acumulado do ano o volume é de 8.002.148 sacas.

O CeCafé observa que o Porto de Suape, em Pernambuco, registrou o significativo volume exportado de 15.680 sacas do produto. Segundo o CeCafé, isso "é explicado por problemas na área de navegação: por falta de contêineres em Vitória (ES), cargas foram movimentadas para outros portos, como Suape".

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG