Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Exportação argentina de biodiesel atinge 237 mil toneladas

Buenos Aires, 12 - A Argentina exportou 237 mil toneladas de biodiesel nos primeiros seis meses de 2008, informou ontem o grupo IES Consultores. O número ficou bem acima das exportações durante todo o ano passado, que totalizaram 163 mil toneladas.

Agência Estado |

Cerca de 83% dos embarques foram para os Estados Unidos no primeiro semestre de 2008, e 12,6% para a Holanda.

A receita dos embarques na primeira metade deste ano alcançou o equivalente a US$ 264 milhões, em comparação a US$ 135 milhões em 2007. A produção do biocombustível deve continuar crescendo no restante de 2008, e as exportações podem chegar a 600 mil toneladas, com uma receita de US$ 584 milhões.

Segundo o IES, o país pode ser responsável por 6% da produção mundial de biodiesel, e por 1% a 1,5% da produção global de etanol. Atualmente, há 12 fábricas de biodiesel em operação na Argentina, com capacidade de produção de 800 mil toneladas por ano. A maior parte dessa capacidade foi instalada no ano passado.

Apesar do rápido crescimento do setor, novos investimentos estão ameaçados por possíveis mudanças regulatórias e possível intervenção do governo para garantir a oferta doméstica. "A possibilidade de regulamentações, controles de preço e de exportação está agindo contra os investimentos, que precisam de regras claras para o longo prazo", afirmou o IES.

A lei dos biocombustíveis, aprovada em março de 2007, exige uma mistura de 5% de biodiesel ou etanol à gasolina até 2010. A lei também oferece isenções de imposto e incentivos para projetos no setor. De acordo com a Secretaria de Agricultura, cerca de 800 mil toneladas de biodiesel e 250 mil toneladas de etanol serão necessárias a cada ano para atender à exigência de mistura. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG