Tamanho do texto

Buenos Aires, 8 - As exportações de carne bovina da Argentina foram menores no mês de fevereiro na comparação com o ano passado. O principal motivo é o fato de o governo local seguir limitando os embarques, em esforço para conter a alta dos preços no mercado interno.

Buenos Aires, 8 - As exportações de carne bovina da Argentina foram menores no mês de fevereiro na comparação com o ano passado. O principal motivo é o fato de o governo local seguir limitando os embarques, em esforço para conter a alta dos preços no mercado interno. As exportações de carne in natura e processada no segundo mês de 2010 somaram 22.259 toneladas, no valor de US$ 106 milhões. Um ano antes foram embarcadas 27.537 toneladas. A diferença poderia ser ainda maior, mas a crise econômica global prejudicou a demanda no ano passado. O governo argentino vem dificultando as exportações desde dezembro, a ponto de suspendê-las completamente em março, quando os preços internos seguiam trajetória ascendente. Em dezembro de 2009, as exportações caíram para 29.730 toneladas, ante 39.592 toneladas em novembro. Durante os dois primeiros meses deste ano, a Argentina vendeu 47.939 toneladas no mercado externo, menos do que as 52.988 toneladas do mesmo período no ano passado. A Rússia continuou sendo o principal comprador, com 13.098 mil toneladas adquiridas da Argentina em janeiro e fevereiro. Israel ficou em segundo lugar, acumulando 6.698 toneladas. As informações são da Dow Jones.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.