Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Exploração do pré-sal vai considerar interesses públicos, diz Estrella

RIO - O diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, afirmou nesta segunda-feira que a decisão sobre o novo marco regulatório para exploração do pré-sal vai levar em conta os interesses públicos, acima de outros interesses privados.

Valor Online |

"O aproveitamento das riquezas é questão de estado. A decisão não vai levar em conta os interesses privados", frisou Estrella, que recebeu ontem homenagem da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). "O interesse de estado é público, que se sobrepõe ao interesse privado", acrescentou.

O diretor fez questão de frisar que os acionistas da Petrobras terão que ser respeitados e lembrou que o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) já garantiu que os contratos de concessão assinados para as áreas de exploração no pré-sal serão mantidos.

Estrella voltou a falar sobre a possibilidade de unitização - acordo entre as concessionárias de diferentes áreas quando há casos em que as reservas de dois ou mais blocos são ligadas - no pré-sal e explicou que, pela pujança das descobertas na região até o momento, há indícios de ligações entre reservatórios de diferentes blocos.

"Ano que vem, pelo menos sobre Tupi, teremos uma avaliação mais concreta se extrapola ou não (a área de concessão)", ressaltou.

Leia mais sobre Petrobras

Leia tudo sobre: petrobras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG