Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Execuções hipotecárias aumentam 121% em um ano nos EUA

Washington, 25 jul (EFE).- As execuções hipotecárias nos Estados Unidos aumentaram 121% em um ano e se dirigem para o número recorde de 3 milhões em 2008, segundo o estudo de uma entidade especializada no setor imobiliário.

EFE |

A RealtyTrac, que fez uma pesquisa das maiores 100 áreas metropolitanas do país, afirmou que nos estados da Califórnia e da Flórida estão presentes 16 das 20 cidades com os índices mais altos de hipotecas em moratória e despejos de inquilinos.

No segundo trimestre deste ano as execuções aumentaram quase 14% em relação ao trimestre anterior, o que reflete uma piora da crise no setor imobiliário, que está tendo impacto na economia dos EUA há quase dois anos.

O Escritório do Censo informou ontem que o número de imóveis vazios alcançou um nível sem precedentes no segundo trimestre, enquanto a recessão do setor imobiliário empurrava mais consumidores para execução hipotecária.

No final do trimestre havia 18,6 milhões de imóveis vazios, isto é 6,9% a mais que um ano antes, disse o relatório.

O colapso do mercado hipotecário causou prejuízos de empréstimos e depreciação de ativos por mais de US$ 467 bilhões para as maiores empresas do setor financeiro dos EUA desde meados de 2006.

Esta semana o Congresso e a Administração Bush chegaram a um acordo sobre um plano que injetará capitais na Fannie Mae e na Freddie Mac, as duas maiores empresas do setor hipotecário, que têm em suas mãos quase a metade da dívida hipotecária do país de US$ 12 trilhões.

Já a Associação de Agentes de Bens Imobiliários dos EUA informou que as vendas de imóveis usados caíram em junho até seu nível mais baixo em uma década e diminuíram 15,5% em um ano.

Segundo a RealtyTrac, que tem seus escritórios na Califórnia, no segundo trimestre começaram os trâmites de execução de hipotecas de 739.714 propriedades. A empresa informou que uma de cada 171 famílias americanas recebeu neste período uma notificação de execução hipotecária.

A pesquisa mostra que 48 dos 50 estados e 95 das 100 maiores regiões urbanas experimentaram aumentos nas execuções hipotecárias durante o último ano.

Os estados de Nevada, Califórnia, Arizona e Flórida, nos quais os preços das propriedades subiram durante vários anos antes do colapso do mercado imobiliário em 2006, são os que agora lideram a relação pelo número de execuções hipotecárias.

Em Nevada uma de cada 43 famílias está passando por uma execução hipotecária, o que é quase quatro vezes maior que a taxa média nacional. EFE jab/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG