Tamanho do texto

O presidente da Bolívia, Evo Morales, assegurou ontem que não está assustado com a crise econômica prevista para 2009, afirmando que seu governo está pronto para enfrentá-la. Não nos assustam os comentários de que passaremos por problemas econômicos muito sérios ano que vem, disse o presidente.

Evo Morales explicou que os problemas serão resolvidos de forma "oportuna" por sua equipe econômica, mas também convidou os economistas da Bolívia e os banqueiros a debater soluções para evitar a crise. Segundo ele, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da Bolívia ficará em torno de 6,5%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.