Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Europa tem queda acentuada após previsões do BCE

As principais bolsas européias fecharam em queda acentuada, diante dos receios sobre o crescimento econômico das principais economias européias após um corte nas previsões para o Produto Interno Bruto do bloco anunciado mais cedo pelo Banco Central Europeu (BCE). O BCE diminuiu a projeção de crescimento do PIB para a zona do euro em 2008 para entre 1,1% e 1,7%, ante estimativa feita em junho de 1,5% a 2,1%.

Agência Estado |

A zona do euro é composta por 15 países que têm em comum o euro como unidade monetária.

O índice FT-100, da Bolsa de Londres, terminou em queda de 137,60 pontos (-2,50%), a 5362,10 pontos. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, caiu 143,12 pontos (-3,22%), para 4304,01 pontos. A France Telecom caiu 2,1%. O índice Xetra-Dax, da Bolsa de Frankfurt, recuou 187,92 pontos (-2,91%), para 6279,57 pontos.

Segundo Aurelio Maccario, economista-chefe para a zona do euro do UniCredit Markets & Investment, "em relação ao crescimento, o BCE continua acertadamente cauteloso em acreditar nas perdas recentes do petróleo. Vemos em Jean-Claude Trichet (presidente do BCE) uma consciência crescente de que estamos caminhando para momentos difíceis."

As ações de bancos recuaram por conta dos temores econômicos e também devido ao anúncio de restrições aos títulos aceitos como garantia nas operações de refinanciamento do BCE.

A empresa anglo-holandesa Unilever encerrou em alta, após o mercado reagir de forma favorável à indicação de Paul Polman como novo presidente-executivo da companhia. Polman, atualmente, é vice-presidente executivo e diretor para a região das Américas da Nestlé. As ações da Unilever subiram 6,5%. A notícia sobre a empresa impulsionou o índice do setor de alimentos e bebidas em 7,9%, para 276,2 pontos.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 caiu 369 pontos (-3,11%) e fechou com 11.480,10 pontos. A Telefónica encerrou em queda de 2,1%. A empresa anunciou que pretende se tornar a principal acionista privada da nova companhia chinesa criada após a fusão da China Unicom e do China Netcom Group, com uma participação de 5,5%. Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 recuou 169,87 pontos (-1,9%) e fechou com 8.584,26 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG